Dedetizadora – Diferença entre Controle de Pragas e Desinsetização

Dedetizadora – Diferença entre Controle de Pragas e Desinsetização

Dedetizadora – Diferença entre Controle de Pragas e Desinsetização – 

O principal objetivo dessa ação é prevenir ao invés de combater. O processo é o controle de acesso das pragas à comida, água e abrigo. Além disso, se inclui a orientação da população, saneamento básico e controles biológico e mecânico de pragas, sempre limitando o uso de pesticidas, a fim de evitar a contaminação dos indivíduos e do ambiente. Essa técnica normalmente utiliza o controle biológico, colocando predadores .

Dedetizadora – Controle de pragas

Sempre combinado a outra prática, no entanto, tal aplicação depende da análise do comportamento das pragas alvo, deste modo, é viável usar diferentes técnicas sem afetar os demais seres vivos, inclusive o próprio ser humano.

Dedetizadora – Desinsetização (Dedetização)

O nome tem origem no DDT (Dicloro – Difenil – Tricloroetano), um veneno que foi bastante utilizado a partir da Segunda Guerra Mundial, atualmente ele é proibido devido ao seu alto grau de toxicidade e contaminação do ambiente. A nomenclatura dedetização não é mais utilizada, sendo desinsetização ou desinfestação com inseticidas, um termo mais correto e atual. A desinsetização tem como objetivo acabar com uma infestação.

Dedetizadora – Diferença

Na prática, a diferença ocorre na forma de agir, o controle de pragas é empregado no combate de uma praga específica, sem afetar possíveis inimigos naturais. Já a desinsetização afeta qualquer organismo, inclusive os que não são alvos e poderiam servir como controle biológico. Você já ouviu falar em desinsetização ou dedetização? Sabe a diferença entre os dois termos? No post de hoje, você compreenderá o que difere entre os dois procedimentos e qual deles deve ser utilizado para o controle de pragas.

Dedetizadora – O que é melhor: desinsetização ou dedetização? Avalie!

Se você está buscando um serviço para controle de pragas, pode ter ficado em dúvida entre os termos desinsetização e dedetização. Afinal, é normal ouvir pessoas reproduzindo os dois termos de forma confusa, sem saber o seu real significado. Mas, então, qual é o termo correto? Desinsetização ou dedetização? Na verdade, os dois termos são amplamente utilizados, porém, possuem significados distintos. Dedetização faz referência ao composto .

O DDT se tornou muito popular na Segunda Guerra Mundial, ajudando na prevenção do tifo em soldados. Depois, também foi amplamente utilizado no combate à malária e febre amarela. Já a desinsetização consiste no processo de controle de pragas, utilizando diversos tipos de inseticidas e técnicas de controle mais atuais, que não prejudicam o meio-ambiente e a saúde dos seres humanos. A seguir, você vai compreender as principais.

Dedetizadora – As principais vantagens da desinsetização

Se você busca realizar o controle de pragas de maneira efetiva e segura, precisa conhecer as vantagens da desinsetização. Em tempo prolongado, insetos e roedores podem se tornar um incômodo em qualquer residência, indústria ou estabelecimento comercial. Por isso, contar com a desinsetização é fundamental. Quando o controle de pragas não é realizado, pode causar desconforto e comprometer a saúde da população.

Além disso, pode prejudicar empresas pelos danos materiais, possíveis multas e, até mesmo, interdição por falta de higiene, principalmente em estabelecimentos do ramo alimentício.Além disso, muitas doenças se proliferam pelo aumento exagerado de pragas urbanas. É o caso da dengue, tuberculose e até mesmo leptospirose. Nesse sentido, a desinsetização impede o desenvolvimento de pragas e, consequentemente, o surgimento de doenças.

Dedetizadora – Desinsetização acaba de vez com as pragas?

A desinsetização é o método mais eficaz para o controle de pragas. Uma vez realizada, insetos, roedores e outros animais perigosos à saúde são exterminados, prevenindo o surgimento de patologias. Porém, para que sua casa esteja sempre protegida, a reaplicação dos produtos deve ser realizada periodicamente. A frequência da aplicação dependerá de algumas variáveis, como, por exemplo, a região em que a residência ou empresa.

Empresas especializadas no ramo, como a JS Ambiental, são responsáveis por determinar o tempo necessário para a reaplicação dos produtos. Existem muitas palavras na língua portuguesa que são escritas e pronunciadas de forma errada e que podem confundir as pessoas. Uma delas é detetização. Ou seria dedetização? Afinal, qual é a forma correta? Acertou quem disse dedetização. Essa palavra é derivada do composto químico.

Com o passar do tempo, o termo dedetização acabou sendo usado de uma maneira geral para definir qualquer substância similar, como acontece com algumas marcas que servem para referenciar determinados produtos cotonete (hastes flexíveis), Bombril (esponja de aço), entre outros. Hoje existem novas formas de dedetização que eliminam pragas urbanas, como a desinsetização, que utilizam produtos permitidos por lei.

Dedetizadora – Técnicas de dedetização

Uma técnica de dedetização usada é o spray, que elimina e desaloja as pragas no momento da aplicação do produto, além de possuir efeito residual até a próxima aplicação. É importante que o ambiente a ser dedetizado seja evacuado por seis horas, para evitar que o cheiro ainda esteja forte quando os moradores e animais voltarem. Outra técnica usada é o gel de dedetização. O produto combate baratas pequenas e formigas doceiras. O material é colocado.

Sempre em locais escondidos dos animais e das crianças, o que garante uma segurança a mais e não necessariamente obriga os moradores a deixarem o local por muito tempo, mas esse método é utilizado somente em casos de infestação.

Dedetizadora – Outras técnicas de dedetização usadas

Pulverização: consiste na aplicação de inseticidas específicos por meio do sistema de micro pulverização. Este serviço é geralmente utilizado nas redes sanitárias, como esgotos e ralos, além de locais que podem servir de acesso à alimentos ou esconderijo para diversos tipos de insetos.

Dedetizadora – Pó seco: esta técnica se dá por meio da aplicação de um pó químico, com o uso de equipamentos específicos, em locais onde não seja possível a dedetização com produtos líquidos. Interior de tomadas e disjuntores são os locais que mais recebem este tipo de aplicação.

Dedetizadora – Armadilhas adesivas: usadas para monitorar e controlar focos de pragas, as armadilhas são formadas por uma superfície adesiva com algum atrativo alimentar, capaz de atrair e capturar os insetos que por ela passarem. A escolha de uma empresa de dedetização especializada fará a diferença na hora de combater pragas como baratas, ratos, formigas e cupins.

Dedetizadora – Dedetização em  Porto Alegre

Planejando uma dedetização? Você pode contar com a ajuda dos profissionais da Desentupidora Porto Alegre, empresa especializada em controle de pragas urbanas. Nosso diferencial é a combinação de profissionais experientes e os melhores equipamentos para o controle de pragas em residências, condomínios e áreas comerciais e industriais. Os técnicos em dedetização da Desentupidora Porto Alegre analisam o ambiente para determinar.

You may also like