Pulga de Rato uma Ameaça à Saúde Pública

Pulga de Rato uma Ameaça à Saúde Pública

Pulga de Rato uma Ameaça à Saúde Pública – Trata-se da espécie Xenopsylla cheopis, que tem o rato-preto como principal hospedeiro.

Quando alimentada, essa pulga vive cerca de 100 dias, tempo que, além de se reproduzir, pode transmitir para seus hospedeiros a chamada peste negra ou bubônica. A doença pode chegar aos homens que tiverem contato com ambientes frequentados pelos roedores infestados por estas pulgas.

O que é a peste bubônica ou peste negra?

A peste bubônica ou peste negra é transmitida pela pulga que se hospeda em roedores. Após levar estes animais à morte, a pulga sai à procura de alimento, ou seja, sangue, podendo picar o ser humano, infectando-o com esta doença responsável por dizimar 1/3 da população europeia na Idade Média. Entre seus sintomas, está o aparecimento de manchas escuras pelo corpo, inchaços no pescoço, virilha e axilas, onde há glândulas linfáticas.

A evolução da doença se dá pela gangrena dos dedos das mãos, pés, lábios e nariz. Caso a pessoa infectada não faça o tratamento imediato, ela pode vir a falecer em até 48 horas após o contágio. Como prevenção, temos a vacina contra peste negra e a desratização dos ambientes.

Como saber se o local está infestado de ratos?

Para evitar a contaminação de doenças passadas pelos ratos, como a leptospirose e a peste bubônica, é indicado fazer uma desratização nos ambientes que apresentarem indícios de foco de roedores.

Como evitar os ratos?

Para evitar que os ratos invadam os mais diversos ambientes, será preciso eliminar qualquer coisa que possa servir de alimento para esses roedores. Isso inclui queijos e ração de animais, restos de alimentos, lixo e serragem.